sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Tudo Passa...



video


Tudo Passa
Nx Zero

Na vida tudo passa
Não importa o que tu faça
O que te fazia rir
Hoje já não tem mais graça
Tudo muda
Tudo troca de lugar

O filme é o mesmo
Só o elenco que tem que mudar
Que alterar pra poder se encaixar
Se não for pra ser feliz
É melhor largar

Então se ligue
E busque felicidade
Pra existir história 
Tem que existir verdade

Numa estrela cadente
O sonho se faz presente
No compasso do batuque
De um coração doente
A fera tá ferida
Mas não tá morta
Deus fecha a janela
Mas deixa aberta a porta.

Então se ligue
E busque felicidade
Pra existir história
Tem que existir verdade

Porque o sol
Não se tampa com uma peneira
Pra quem já tá molhado
Um pingo é besteira

Renovo minha força
Vendo o sol se pôr
Pensamento longe
Renovo meu amor
Minha voz faz eco

É como a tristeza que eu veto

Não importa qual o papo
O papo aqui tem que ser reto
E cada chaga
Que a gente traz na alma
É a confirmação
De que a ferida sara
E se restaura,
Já foi cicatrizada

Eleve suas mãos pros céus
Que tua alma tá blindada
Pois ninguém vive um conto de fadas
Prefiro meu degrau 
Do que a sua escada

(...)

Que por sinal 
É pra subir e pra descer
Um degrau de cada vez
É assim que tem que ser
Tá entendendo
O que eu tô falando?
Caiu a ficha
Ou ainda tá boiando?
Minhas palavras pairam pelo ar
E o meu show tem que continuar

Por isso eu continuo
No rap eu destruo 
Como dizia Ali
Dou ferroadas e flutuo
Que nem no ringue
Tem que ter molejo
Na minha criação
A força vence o medo

Sem querer controlar
O que sinto
Vivo sem deixar sombras no tempo

Então se ligue
Busque felicidade
Pra existir história tem que existir verdade.

Então se ligue
Busque felicidade
Pra existir história tem que existir verdade!!!










segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Amor...

I aos Coríntios 13: 1 - 13.

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal.
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

domingo, 13 de novembro de 2011

O Vaso e o Oleiro


A palavra do Senhor, que veio a Jeremias, dizendo:
Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.
E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas,
Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer.
Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo;
Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

Jeremias 18. 1 ao 6

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Meu Pequeno Jardim!

Gardênia...
Não sei o nome dessa planta que estou pegando na foto, mas ela dá uma flor muito linda, num tom laranja avermelhado. Quando elas estão assim, é porque com certeza amanhã irão brotar.


Meu pequeno jardim é composto de plantas que pra mim são muito especiais, não apenas pelas plantas em si, mas pela história por trás de cada uma delas.
Todos os dias as rego com muito carinho, e enquanto as rego, muitas cenas se passam em minha cabeça. Principalmente as dos momentos em que as adquiri.
Tenho não tantas plantas o quanto gostaria de ter, mas tenho o suficiente pra fazer do meu lar, um lar mais bonito e feliz.
Porque as plantas trazem em si, beleza e vida.


Essa planta chama-se Lírios da Paz, eu comprei no Shopping Iguatemi , o qual costumo ir sempre com meus filhos aqui em Fortaleza. Quando comprei estava passando por um momento delicado, estava quase inconsciente, num momento de impulso, sem saber como reagir a uma determinada situação, na qual estava segurando pra não chorar diante das pessoas. 
Mas ao contrário de me sentir triste quando a vejo, me sinto muito feliz, ao ver suas flores nascendo, quando menos esperava, ou pra ser sincera, jamais esperava.

Lírios da Paz



Gardênia... : )


Homenageando ao criador de toda a natureza, aquele que me fez para o seu louvor. Deixarei aqui o hino da harpa cristã, de número 344, chamado, Um Amigo Entre os Lírios.

UM AMIGO ENTRE OS LÍRIOS

1- Entre os lírios no meio dos vales
Está um amigo que é caro pra mim;
Quero segui-lo isento dos males,
Vê-lo no céu com os anjos enfim.

Meu salvador Jesus, Ó filho do bom Deus;
Graças por tua luz, que veio dos céus!
Por mim provaste a cruz,
Por mim morreste, Jesus!


2- Hoje te busco, ó vem, revelar-me
A luz divina, onde estás, meu Jesus,
Com teu rebanho vem já a levar-me
Para o rio que vida produz.

3- Ouve-me agora, Jesus mui amado,
Deixa-me teu grande amor desfrutar;
Não mais me escondas Teu rosto adorado,
Pois me chamaste pra me libertar.

4- A voz de Cristo é pra mim mais preciosa
Que a voz dos anjos; e do sol a luz,
Não tem o brilho da face radiosa
Quando sorri meu amado Jesus.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Drogas


video


Música: Drogas 
Catedral

Ter que se iludir ao se encontrar
Com mecanismos de uma bruta ilusão
E não sentir o que é real, o que é viver.

O que é ser, se já não sente
Se ser drogado é ânsia de não ter querer
P'ra que fugir
Se os problemas
Sempre vão amanhecer com você 
E não tem fim

Droga, de só querer usar mais drogas
Há tanta coisa pra saber,
São tantos rumos pra tomar,
São tantas provas pra vencer,
Mas como se você
Em uma seringa precisar se esconder
Pra não enfrentar,
A covardia sempre vai te perturbar
Vai acabar com você.

O que é ser, se já não sente
Se ser drogado é ânsia de não ter querer
P'ra que fugir
Se os problemas
Sempre vão amanhecer com você 
E não tem fim

Vai acabar com você.

________________________________________________________________

Trabalho realizado na Escola Arco Íris na semana científica e cultural, abordando o tema, drogas.

 Moabe

Joabe

Devo parabenizar os alunos e professores pelo trabalho excelente apresentado nesta feira cultural, onde se procurou alertar sobre as consequências deste mal que vem ceifando vidas. O vazio que muitos têm os fazem ir em busca de prazer, um prazer momentâneo e destruidor.




Amy Winehouse, uma jovem linda e talentosa foi vítima deste mal, se entregou a dor, ao medo, tentando anestesiar suas emoções, e deixou pra trás pessoas que admiravam seu trabalho e que a amavam. 
Não adianta tentar fugir da realidade. Todos os dias vamos nos deparar com dificuldades, mas o que temos que fazer é enfrentá-las, assim nos tornamos guerreiros, quando lutamos contra nossos medos, incertezas, traições. Lutando com a arma mais poderosa que existe... O Amor!





quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Nada nos Separará do Amor de Deus!







Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
Aquele que nem mesmo a seu próprio filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também graciosamente com ele todas as coisas?

Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus?
É Deus quem os justifica.

Quem os condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e intercede por nós.
Quem nos separará do amor de Cristo?
 Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?

Como está escrito:
Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos entregues como ovelhas para o matadouro.
Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.

Porque estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes,
nem altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Romanos 8.31-39



quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Minhas Crianças... Feliz Dia das Crianças!


Parece que foi ontem, quando com muita alegria veio ao mundo o meu primeiro baby, Moabe. Havia sonhado tanto que chegava a não acreditar que fosse possível que um dia eu seria mãe.
 Meus filhos são muito mais que filhos, são meus amigos, companheiros. Hoje é o último dia em que o Moabe irá comemorar o dia das crianças, partindo pra adolescência no dia 28 deste mês. E eu só tenho a agradecer, porque vendo por aí muitas pessoas enfrentando dificuldades com filhos nessa fase, eu só recebo elogios. São crianças doces, amorosas e compreensivas.


Agradeço à Deus por tudo o que Ele me tem concedido. Por falar comigo todos os dias em sua palavra a forma correta de educá-los. 
Tudo o que abdiquei pra poder estar perto de meus filhos não é nada comparado a felicidade de ver o progresso estampado no comportamento exemplar dessas crianças. E digam o que disserem, eu creio que estou colhendo os frutos todos os dias. 

Moabe e Joabe amo vocês!
Feliz dia das crianças!!!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Um Pouco as Vezes Pode Ser Muito... E vice versa...



"Eu estou bonita, mas não sou bela...
Tenho pecados, mas não sou o diabo...
Sou boa, mas não um anjo..."

Marilyn Monroe

sábado, 1 de outubro de 2011

O Último Discurso - Charles Chaplin

video



O último discurso
de “O Grande Ditador”


            Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar – se possível – judeus, o gentio... negros... brancos.
            Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo – não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades.
            O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.  A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.
            A aviação e o rádio aproximaram-nos muito mais. A própria natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem... um apelo à fraternidade universal... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhares de pessoas pelo mundo afora... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: “Não desespereis! A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem homens, a liberdade nunca perecerá.
            Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar... os que não se fazem amar e os inumanos!
            Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem – não de um só homem ou grupo de homens, ms dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela... de faze-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.
            É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos!
            Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo – um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!

domingo, 25 de setembro de 2011

O Amor de Deus Refaz o Coração...



video


O amor de Deus refaz o coração!


"Não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte."
William Shakespeare.



É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem.
É melhor confiar no Senhor do que confiar nos príncipes.
Salmos 118. 8 - 9.



Música
Em suas mãos
Cristina Mel

Composição: Sergio Lópes










sábado, 23 de julho de 2011

Adeus Amy...



Dor, lamento, pranto...

Eles te quebraram em pedacinhos, e você teve que partir...
Se você não tivesse acreditado nas palavras que eles te disseram.
Se você tivesse acreditado que um novo sol despontaria...
Até quando os miseráveis tentarão ofuscar o nosso brilho?
Só mostrando os nossos defeitos, nos dando migalhas de afeto, nos fazendo acreditar que não sobreviveremos sem sua atenção...

Oh Deus!!! Misericórdia de nós!!!
Porque  cada dia mais eles querem nos despir de nossa beleza, ferindo nossa sensibilidade, roubando os nossos sonhos...
Linda!!!
Ferida e machucada, entregue nas mãos de cruéis...
Você desistiu....
Mas Deus nunca tinha desistido de você...
Lutasse contra o ódio dos insensatos!
Emanasse luz em meio as trevas!
Enfrentasse a dor que te corroía...

Que pena que você desistiu...
Sem palavras...

No momento. Só lamento...


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Vivendo e Aprendendo...




Um dia alguém me disse que eu não conseguiria. Mas essa pessoa não me conhecia o suficiente. E eu a surpreendi. Uma das minhas maiores dificuldades é dominar minhas emoções, que são realmente intensas. Mas eu consegui. Não somente pelo fato de alguém ter me desafiado, mas pelo fato de que tenho rompido algumas barreiras ao longo da minha vida.
 Após baixar minha cabeça pra quase todos que davam opiniões sobre minha vida, e virar as costas para as pessoas que realmente me amavam, eu resolvi ouvir a voz que vinha de dentro, uma voz mansa e suave que insistia em me conduzir à pastos verdejantes. 
Poderia listar aqui quantas conquistas obtive, e quantas obtenho todos os dias. Mas ao invés de expô-las dia-à-dia, eu simplesmente as vivo. Com toda intensidade que for capaz.
Não penso que existam pessoas pequenas, o que há são pequenos propósitos. Mas não sou eu, nem você quem vai dizer quais são os grandes ou os pequenos, é somente analisar se as atitudes tomadas estão conduzindo à caminhos que darão orgulho no futuro. 
Existem decisões à serem tomadas que ninguém pode fazer por você, nem por mim. 
A começar em mim...
Em primeiro lugar, vou afastando os chacais. Antes eu achava que sempre precisaria de alguém por perto, pra que fizesse isso. Mas eu descobri que sou capaz, descobri que posso dizer "não", e que posso machucar alguém com isso, mas que isso muitas vezes é necessário, pra que meu "sim" não leve junto a minha dignidade. 

domingo, 26 de junho de 2011

Cântico dos Cânticos



Cântico dos Cânticos
Capítulo 2

1- Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales.

2- Qual o lírio entre os espinhos, tal é meu amor entre as filhas.

3- Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos; desejo muito a sua sombra, 
e debaixo dela me assento; e o seu fruto é doce ao meu paladar.

4- Levou-me à casa do banquete, e o seu estandarte sobre mim era o amor.

5- Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor.

6- A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace.

7- Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis nem desperteis o meu amor, até que queira.

8- Esta é a voz do meu amado; ei-lo aí, que já vem saltando sobre os montes, pulando sobre os outeiros.

9- O meu amado é semelhante ao gamo, ou ao filho do veado; eis que está detrás da nossa parede, olhando pelas janelas, espreitando pelas grades.

10- O meu amado fala e me diz: Levanta-te, meu amor, formosa minha e vem.

11- Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi;

12- Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar já chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra.

13- A figueira já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu aroma; levanta-te meu amor, formosa minha, e vem.

14- Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz, porque a tua voz é doce, e a tua face graciosa.

15- Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor.

16- O meu amado é meu, e eu sou dele; ele apascenta o seu rebanho entre os lírios.

17- Até que refresque o dia, e fujam as sombras, volta, amado meu; faze-te semelhante ao gamo ou ao filho dos veados sobre os montes de Beter.



sábado, 18 de junho de 2011

Ser bela por dentro e por fora...


O que nós, mulheres poderosas sabemos, passamos 
às outras pessoas, sabendo que o que vai, volta. 
Se realmente temos um bom coração devemos demonstrar, isso não quer dizer que vamos deixar de lutar por nossos objetivos, de irmos atrás do que almejamos, expressarmos nossa indignação com o que não está certo, nada disso. Estou falando de nos lembrarmos de que a doçura nos torna lindas, o amor nos faz fortes e nos ajuda a vencermos gigantes. Podemos ser gentis, simpáticas, isso com certeza nos tornará cada vez mais atraentes, porque o que realmente nos torna bela é o nosso interior. Podemos arrumar o nosso cabelo, usarmos boas maquiagens e fazermos novos truques, estarmos sempre nos atualizando no que o padrão de beleza exige, mas se não procurarmos preencher nossa alma, o nosso interior acabará se deteriorando, isso pode nos levar a uma escuridão sem fim, onde muitos vão buscar refúgio no álcool, drogas, e em casos mais infelizes podendo chegar ao ponto de perderem suas vidas.

Jesus falou com ousadia a um povo de duro coração.
 Diz assim em Mateus 12.34:

"Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundancia no coração, disso fala a boca."
No versículo 35 diz:
"O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más."


Claro que antes de treinarmos como sermos mais gentis com as pessoas precisamos fazer uma reforma dentro de nós, alimentando nossa alma de coisas boas, de amor, de paz, depois disso podemos sair por aí espalhando carinho, atenção, compreensão, e todos os outros bons sentimentos, porque só podemos dar o que temos.

Trouxe aqui um trecho do livro "Os Segredos das Mulheres Inteligentes", dos autores Steven Carter e Julia Sokol que nos dão algumas dicas de como podemos ser um pouco mais gentis, e de como isso nos fará bem. 




Ser gentil com os outros ajuda a ser gentil consigo mesma.




Em geral, uma mulher com baixa autoestima não tem prática em ouvir ou dizer palavras gentis. Ela está muito mais habituada a termos como “imbecil” ou “feia” e, na hora de usar expressões que demonstram carinho e apoio, tende a se sentir pouco à vontade. Isso acontece principalmente quando está procurando palavras para descrever a si mesma, mas também ocorre ao falar de outros.

Por outro lado, mulheres com uma autoestima saudável sabem que a linguagem positiva viaja em círculos de energia. Elas tentam jamais perder uma oportunidade de dividir sua energia com outras pessoas. Você conhece a expressão “tudo o que vai volta?” Bem, isso é verdadeiro sobretudo quando se trata do poder que a linguagem positiva tem de fortalecer a autoestima.

Reforce esse poder diante de um espelho, olhando para seu próprio reflexo. Depois espalhe-o pelo mundo, levando a outros as palavras que precisam - e merecem -  ouvir. Com o tempo e a prática, a linguagem positiva vai surgir mais naturalmente, e a sua autoestima vai crescer nesse processo.

Sempre que possível, elogie seus amigos, familiares e, quando apropriado, as pessoas com quem você tem pouca intimidade. Quando alguém fizer algo notável, não deixe de comentar. Aprenda frases como “Isso foi excelente!”, “Simplesmente lindo!”, “Você é fora de série!”, “Você é maravilhosa!”, ou “Adoro seu estilo”. Um dos mantras da construção da autoestima é “exteriorize o íntimo”. Quando estiver pensando em algo gentil, diga. Quando apreciar algo que vir, diga. Quando sentir carinho, diga. Quando considerar algo especial, deixe que os outros saibam do seu entusiasmo. Quando estiver comprando um sorvete num belo dia de sol, sorria de coração e demonstre sua alegria. Desde que você seja positiva e sincera, não tenha medo de expressar seus sentimentos. Exteriorize o sentimento íntimo! E pratique isso regularmente.

Dizer coisas boas para os outros é o primeiro e mais importante passo do processo que vai torná-la capaz de tratar a si mesma com amor e respeito. E essa atitude é vantajosa: toda vez que palavras positivas saem de sua boca, elas ressoam em seu interior. Você pode estar elogiando outra pessoa, mas também se beneficiará dessa linguagem. As palavras ganham o mundo e, como você faz parte dele, afetam a maneira como se sente a respeito de si mesma. Você pode estar falando com uma amiga, mas estará recebendo suas próprias palavras. Palavras que vão voltam, principalmente as de amor e bondade. Você pode pensar que está ajudando alguém a ter um momento mais feliz, que está apoiando a autoestima de outra pessoa. E, provavelmente, está. Mas também está apoiando e ajudando a si mesma.

Toda vez que você expressa amor e bondade aos outros, a vibração interna de suas palavras dá mais forças aos sentimentos positivos que tem sobre si mesma.










segunda-feira, 6 de junho de 2011

Café com Leite



Café com leite era a forma como chamávamos quando alguém estava na brincadeira, achando que estava participando, quando na verdade tudo o que ela fazia não estava valendo para os demais jogadores. Também era chamado de "bobo". Tudo era tão ingênuo, que muitas vezes a criança era avisada ao entrar. Quando chegava dizendo que queria brincar, alguma outra se manifestava dizendo: "-Só se você for café com leite." E pela necessidade de estar ali perto das outras crianças e de alguma forma envolvendo-se, a criança aceitava ser café com leite, mas no fundo isso era algo que a deixava um pouco contrariada, e ainda se isso se tornasse algo repetitivo. Isso também acontecia mais pelo fato das outras crianças serem um pouco maiores, sentindo-se superiores, achavam chato brincarem com crianças menores, mas não sendo desagradáveis lhe davam uma oportunidade.
A inocência é algo maravilhoso, nos coloca em situações e nos permite vivenciarmos momentos com o máximo de nós, sem notarmos, muitas vezes que entramos em um jogo achando que somos participantes reais, quando na verdade estamos sendo "café com leite".  
Apesar da minha pequenez, tenho observado alguns fatos que ocorrem com alguns de nós, pobres mortais... Nos sentimos envolvidos em determinadas situações, onde damos o melhor de nós, investimos nosso precioso tempo, nossa dedicação e sentimento, não recebendo nosso devido valor. Mas pra que participar de um jogo onde se sabe que o que você faz não é levado a sério e muito menos é respeitado? 

Ama ao próximo como a ti mesmo.

Ama ao próximo...
Como a ti mesmo...

Muitas vezes amamos ao próximo de tal forma que esquecemos de amarmos a nós mesmos, de dar-nos o nosso devido valor. 

Deus não nos fez para sermos "café com leite". 

Em Mateus 10. 29 ao 31 diz.
" Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? E nenhum deles cairá em terra sem a vontade do nosso pai.
E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.
Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos."

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Happy Birthday Marilyn Monroe!




"A imperfeição é bela, a loucura é genial...
É melhor ser absolutamente ridículo,
que absolutamente chato."

"Beleza não é o que se enxerga, mas sim aquilo que se transmite.
Ser sexy não é ser apenas um corpo bonito,
Ser sexy é um estado de espírito.
É preciso ter inspiração para ser admirada e nunca ser esquecida."

Marilyn Monroe


quinta-feira, 26 de maio de 2011

"DESPENTEIE-SE"


"Despenteie-se"




Hoje aprendi que é preciso deixar que a vida me despenteie, por isso decidi aproveitar a vida com mais intensidade...
O mundo é louco, definitivamente louco...
O que é gostoso, engorda. O que é lindo, custa caro.
O sol que ilumina o teu rosto enruga.


E o que é realmente bom dessa vida, despenteia...

- Fazer amor, despenteia.
- Rir às gargalhadas, despenteia.
- Viajar, voar, correr, entrar no mar, despenteia.
- Tirar a roupa, despenteia.
- Beijar à pessoa amada, despenteia.
- Brincar, despenteia.
- Cantar até ficar sem ar, despenteia.
- Dançar até duvidar se foi boa idéia
- Colocar aqueles saltos gigantes essa noite, deixa seu cabelo irreconhecível...


Então, como sempre, cada vez que nos vejamos eu vou estar com o cabelo bagunçado...

Mas pode ter certeza que estarei passando pelo momento mais feliz da minha vida.
É a lei da vida: sempre vai estar mais despenteada a mulher que decide ir no primeiro carrinho da montanha russa, que aquela que decide não subir.


Pode ser que me sinta tentada a ser uma mulher impecável, toda arrumada por dentro e por fora.

O aviso de páginas amarelas deste mundo exige boa presença:
Arrume o cabelo, coloque, tire, compre, corra, emagreça, coma coisas saudáveis, caminhe direito, fique séria... e talvez eu deveria seguir as instruções, mas quando vão me dar a ordem de ser feliz?
Por acaso não se dão conta que para ficar bonita eu tenho que me sentir bonita...
A pessoa mais bonita que posso ser!
O único, o que realmente importa é que ao me olhar no espelho, veja a mulher que devo ser.


Por isso, minha recomendação a todas as mulheres:

Entregue-se, Coma coisas gostosas, Beije, Abrace, dance, apaixone-se, relaxe, Viaje, pule, durma tarde, acorde cedo, Corra, Voe, Cante,arrume-se para ficar linda, arrume-se para ficar confortável! Admire a paisagem, aproveite, e acima de tudo, deixa a vida te despentear!!!!
O pior que pode passar é que, rindo frente ao espelho, você precise se pentear de novo...


(Ainda não descobrí quem é a autora, mas é lindo e tudo a ver comigo..!)

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Adeus Vovô!

Adeus vovô!!!

Que saudades vou sentir do senhor...
Eu já chorei tanto quando a minha mãe me telefonou dizendo que o senhor tinha morrido...
Eu pensava que o senhor ia viver pra sempre...
Eu tenho andado pela casa, escutado umas músicas meio doidas, e tenho pensado em algumas pessoas que eu gosto pra ver se passa, mas agora, vendo a tua foto, estou em prantos...
Eu sei que o senhor não pode me ouvir agora, mas eu não estou falando com um homem que morreu, eu estou falando com o meu querido avô que  eu gostava de ver moendo o milho pra fazer o cuscús, e o senhor me chamava carinhosamente de "mimosa", eu ficava um pouco chateada, porque pra mim, mimosa era nome de vaca... rsrsrs, eu amava sentir o teu cheiro vovô... Quando estava de férias com minha mãe e íamos pra sua casa, eu gostava de sentar no batente alto da porta e olhar todo aquele mato ao redor, e ver indo pra roça, onde o senhor ia caçar, plantar, colher, eu te achava tão forte, eu sempre imaginava que você lutava com monstros ferozes, matava serpentes e chegava sempre vitorioso em casa como um grande herói. E eu tinha certeza de que o senhor nunca voltaria de mãos vazias, e nunca me decepcionei. Eu ficava chateada com a vovó porque ela gostava de dá bronca no senhor, o senhor era tão bonzinho, ela sempre ficava falando como quem falava com uma criança, agora eu entendo, o senhor sempre foi uma criança. Eu achava engraçado que quando o senhor molhava as mãos passava as mãos nas calças pra enxugar, e as vezes ficavam as marcas das suas mãos, aí a vovó brigava, ai como eu achava a vovó chata... Mas o senhor nunca a tratava mal, nem reclamava, o senhor ficava me perguntando que tipo de bichos eu gostava, e sempre os trazia pra que eu visse, eu amava vê-los correndo pelo seu quintal... e olhar toda aquela imensidão da sua fazenda, como eu era orgulhosa me sentia herdeira de tudo aquilo. Aí eu perguntava: - Vovô, me mostra o fim das suas terras? Aí o senhor respondía que eu não podia alcançar com os meus olhos... Eu me sentia uma verdadeira princesa... E vendo aquela casa que o senhor construiu quase no começo do século passado, era tudo muito mágico... 
Vovô, sem falar das histórias que o senhor me contava... e teve uma que o senhor me pediu segredo, agora que o senhor se foi, acho que posso dizer, o senhor disse que tinha achado uma pepita, eu nunca contei pra ninguém... Vovô, vou sentir saudade da sua tranqüilidade, eu sei vovô que o senhor não fingia toda aquela paz, ela era real, por isso eu amava sempre está perto do senhor... Ai vovô...como me dói saber que o senhor foi embora pra um lugar que eu não posso ainda te sentir... Mas como um bom homem, o senhor fez questão de ir com muita educação, o senhor nem adoeceu, e talvez estivesse tendo um sonho tão lindo quando partiu.
Vovô eu estava esperando o momento certo pra te apresentar pra algumas pessoas que gostaria que conhecesse o senhor, porque o senhor fez parte da história do Ceará, e fazia parte da nossa cultura, o senhor tinha uma linguagem única, e o senhor presenciou acontecimentos que só o senhor podia contar, como quando o Lampião apareceu por sua cidade e outras coisas mais...
Ai vovô durma em paz, mas me perdôe vovô, uma coisa eu não vou poder controlar, porque cada vez que eu me lembrar do senhor eu vou ficar feia, como o senhor dizia, que eu ia ficar feia se chorasse, embora perto do senhor acho que nunca tive motivos pra chorar... Mas agora vovô... Me perdôe... Eu não posso controlar...